Diorgenes Pandini é um jornalista pós-graduado em fotografia. Atua no mercado há 8 anos nos principais jornais em Santa Catarina.  Já atuou como editor assistente no jornal A Notícia em Joinville e hoje é repórter fotográfico na NSC Comunicação, para o Diário Catarinense, em Florianópolis, SC. 
Em 2016 foi para Medellín, na Colômbia, cobrir a maior tragédia do esporte mundial, a queda do avião da Chapecoense. A cobertura foi um dos momentos mais críticos da carreira do fotógrafo e teve grande repercussão no estado. 
Já em 2018, Pandini esteve na Rússia por 36 dias e fez a cobertura multimídia da Copa do Mundo. Além de fotografias para os jornais impressos e digitais, participou de entradas ao vivo para a rádio CBN/Diário e também fez reportagens em vídeo para o Jornal do Almoço, como fez também entradas ao vivo, diariamente, no jornal Bom Dia SC, ambos programas da NSC TV, filiada da Rede Globo. Graças ao trabalho realizado foi reconhecido pela empresa e pelos colegas de trabalho como o profissional do ano.
Foi também durante a cobertura da Copa do Mundo que Diorgenes captou as imagens que fazem parte da primeira mostra individual, a РОССИЯRussia. A exposição aconteceu na Fundação Cultural Badesc, a convite do diretor da Fundação, Eneléo Alcides, com curadoria da artista Lucila Horn. 
Foi o primeiro grande passo de Diorgenes em ter um trabalho que dialogue o documental/jornalístico com a arte. 

Premiações
2018 - Escolhido como Profissional do Ano na empresa NSC Comunicação
2018 - Vencedor do 8ª edição do Prêmio Acif de Jornalismo, na categoria Fotojornalismo
2017 – Vencedor na 10ª edição do Prêmio Fatma de Jornalismo Ambiental, na categoria Fotojornalismo com o trabalho “Ameaça Seca”
2017 – Selecionado para participar da exposição Singularidad y Otredad, como prêmio do concurso promovido pelo Coletivo ProvocArte, na cidade de Guanajuato, no México.
2016 – Vencedor na 6ª edição do prêmio Acif de Jornalismo, na categoria Jornalismo Impresso, no trabalho Vocações, Reportagem de Upiara Boschi, edição de Raquel Vieira, design de Cris Macari, fotografia de Diorgenes Pandini e trabalho dos motoristas Robson Santos e Rafael Koch.
2015 – Vencedor na 8ª edição do Prêmio Fatma de Jornalismo Ambiental, na categoria Mídia Online, com o trabalho “SC tem um dos controles de balneabilidade mais rígidos do Brasil” (em equipe com Marina Empinotti, Ingrid Cristina dos Santos)
Exposição Individual 
2019 – Primeira Mostra Individual РоссияRussia na Fundação Cultural Badesc com curadoria de Lucila Horn 
Exposições Coletivas
2019 - Exposição coletiva VerAcidade, com curadoria de Lucila Horn, no Badesc, durante o Festival Floripa na Foto. 
2019 - Exposição “Vento Sul” de curadoria de João Castilho e Pedro David, em Minas Gerais, no festival Foto em Pauta. 
2018 - Exposição Coletiva no teatro Bruno Nitz, “Olhares” durante o 4º BC Foto Festival.
2017 – Exposição Coletiva “Olhares Urbanos”, durante a 3 edição do BC Foto Festival, em Balneário Camboriú, SC.
2015 – Participação da “Entremostras”, feira de arte organizada pela Fundação Badesc, com a série Edifício: As Sombras da Verticalização, em Florianópolis, SC. 
2015 – Exposição coletiva “Entre documento e Arte Contemporânea”, com a série Edifício: As Sombras da Verticalização, em parceria com os fotógrafos Vinicius Batista e Sérgio Ulber. Localizado na Galeria Municipal de Artes Dide Brandão, em Itajaí, SC.
2014 –  Exposição coletiva de conclusão da Pós Graduação Latu Sensu em Fotografia da Univali com a série Edifício: As Sombras da Verticalização na Galeria de Arte de Balneário Camboriú, SC.

You may also like

Back to Top